Artigo de Luis Fernando Santos – falcao007@gmail.com

É comum escutar algumas celebres frases do tipo “Eu ganho pouco” ou “O que eu ganho não é o suficiente”, mas a pergunta que todos deveriam fazer e não fazem é “Por que eu ganho pouco?”. Simplesmente dizer que ganha pouco e que o salário é baixo é comum para quem costumar gastar mais do que ganha, mas insistindo no título do artigo, “Por que você ganha pouco?”.  Para concluirmos se você realmente ganha pouco é necessário estabelecer alguns parâmetros.

Um dos parâmetros mais comuns é pesquisar o mercado de trabalho. Quanto estão recebendo os profissionais que exercem as mesmas tarefas e tenham as mesmas qualificações que você? Os seus colegas da época da faculdade estão recebendo mais que você? Duas pesquisas básicas e rápidas que podem trazer alguns dados interessantes, se ao final dessa pesquisa você se deparar com o cenário onde “O mercado paga mais e os seus colegas recebem mais” então acredito que chegou a hora de procurar novos ares, novos desafios e revisar o seu currículo, nesses casos um tentativa de reajuste salarial junto ao chefe exige coragem e é válida, pois se você viu que recebe menos do que deveria, nada mais justo que uma conversa amigável.

Outro possível cenário é: “Você recebe de acordo o mercado e seus colegas também recebem o mesmo”, mas mesmo assim você ainda acha que recebe pouco. Neste caso, talvez seja a hora de melhorar o seu currículo com bons cursos, você tem MBA? fala inglês fluente? No mundo globalizado em que vivemos não temos como fugir do inglês, o mundo fala inglês! Tudo bem que o espanhol é caliente, o francês é a língua dos amantes, mas para business é inglês e ponto. Com relação ao MBA é cada vez mais recorrente em conversas do mundo coorporativo, porém os melhores são ministrados em inglês, por tanto não há como procrastinar neste bendito idioma. Se conhecimento não for o seu problema, é possível que a sua estagnação salarial seja decorrente da sua produtividade, tente pensar como se você fosse uma unidade de negócio (UN) da sua empresa, que tipo de UN você seria? Você está gerando valor para a empresa? O que você gera de valor é muito superior ao que você ganha? Então demonstre isso e você será recompensado.

Um terceiro cenário distante, mas possível, é o seguinte: “Você recebe mais que o mercado, e está acima dos seus colegas”. Então, talvez seu caso seja o mais grave, exigindo uma boa dose de estudo e reflexão, pois como é possível você ganhar acima da média e ainda ter a sensação de ganhar pouco? Há duas hipóteses: o descontrole financeiro gerando gastos maiores que a sua receita vai sempre te dar a sensação de baixo salário, portanto é hora de rever seus gastos; outra hipótese menos comum, é a de que você esteja com suas contas sob controle e já tenha uma reserva financeira confortável, mas mesmo assim acha que ganha pouco, acredito que chegou a hora de partir para o empreendedorismo, iniciar um novo negócio, aliando seu conhecimento profissional mais a sua paixão por um determinado assunto e arriscar, estude a fundo a sua empreitada, faça uma boa análise financeira do seu investimento, avaliado o risco e o retorno envolvidos no seu projeto (para tal, o uso da TIR e do VPL são altamente recomendáveis como Métodos de Análise de Investimento) e boa sorte!

E então o que você está esperando para pedir um aumento, aprimorar seus conhecimentos, mostrar produtividade, gastar menos ou simplesmente partir para uma nova empreitada? Você ainda acha que ganha pouco? Só depende de você.

Leia também o artigo “Quanto você vale no mercado?” e aprenda a calcular seu salário justo.

Comentários

There is one comment for this post.

  1. eric on novembro 23, 2011 11:43 am

    Achei esclarecedor em diversos aspectos. Um deles foi o comparativo entre o que o mercado de trabalho pede e o que o profissional é capaz de produzir. Lendo seu artigo percebi que preciso me atualizar, visto que tenho somente formação técnica.

Deixe seu comentário